Páginas

Relembre o Tempra, um dos carros mais famosos da Fiat no Brasil

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Sedã chegou em 1991 para mudar a imagem da marca no país
Por Vitor Matsubara 08/09/2010

O Linea foi lançado em 2008 com o objetivo de ser um rival dos líderes Toyota Corolla e Honda Civic, mas o mercado mostrou que não via o sedã da Fiat como um concorrente à altura dos líderes japoneses. Um reposicionamento de preços e o lançamento de novas motorizações, como o recém-apresentado e.TorQ 1.8, querem fazer o Linea encontrar seu espaço, mas os fãs mais antigos da Fiat lembram com saudade de um sedã que era sinônimo de requinte e esportividade nos anos 90.

O Tempra apareceu pela primeira vez em QUATRO RODAS na edição 373, lançada em agosto de 1991. A matéria assinada pelos editores Luis Bartolomais Júnior e Sérgio Quintanilha classificava o carro como “um automóvel de luxo capaz de competir em pé de igualdade com Monza, Santana e Versailles – por enquanto, os melhores do país”.
Com um projeto moderno, o Tempra se destacava por sua tecnologia, que incluía um motor com duplo comando de válvulas no cabeçote, tecnologia até então usada no Brasil apenas pela Alfa Romeo. A reportagem elogiava o design atraente, o câmbio com engates precisos – ante as criticadas transmissões que equipavam outros carros da Fiat – e a estabilidade do veículo, fruto da suspensão independente nas rodas traseiras, outra primazia em relação a seus rivais.

Bartolomais Júnior e Quintanilha classificaram o Tempra como “símbolo de uma revolução”, instaurada por uma marca que desejava “se libertar da imagem de fabricante refém dos carros pequenos e utilitários”. Mal sabiam eles que a Fiat não só conseguiria derrubar este estigma, como tomaria a liderança de vendas da rival Volkswagen quase uma década depois.

Fonte: QUATRO RODAS

 
 
 
by AméricaDez
by América Dez