Páginas

Prazo para certificação de rodas automotivas vence em novembro

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

As fabricantes e importadoras de rodas automotivas tem até novembro deste ano para se adaptarem à portaria do Inmetro, que estabeleceu a certificação compulsória do produto. O responsável pela certificação é o IQA (Instituto da Qualidade Automotiva), órgão criado e dirigido pela Anfavea, Sindipeças, Sindirepa e outras entidades do setor.
Para a regularização das peças, as empresas devem cumprir os requisitos previstos nas normas ABNT NBR ISO 9001 e ISO/TS 16949, além da execução de ensaios de durabilidade e resistência dos produtos em laboratórios qualificados. Esses ensaios seguem critérios de três normas básicas: a ABNT NBR 6750, para rodas de automóveis, a ABNT NBR 6751, para rodas e aros de caminhões, ônibus e similares e a ABNT NBR 6752, para rodas de liga de alumínio para automóveis, comerciais leves e utilitários esportivos. Há outras duas normas complementares: ABNT NBR 6608, para e aros de veículos rodoviários, que verifica dimensões e identificações; e ABNT NBR 13909, para rodas e aros de veículos rodoviários e agrícolas, que verifica sua terminologia.
Além da certificação da peça em si, a portaria do Inmetro também aborda o tratamento que a indústria deve prestar às reclamações do consumidor, determinando a adoção de procedimentos com relação a cada caso, com a análise crítica de resultados e tomada de providências a partir das informações recebidas. O cumprimento das normas será fiscalizado pelo próprio Inmetro, através da RBMLQ-I (Rede Brasileira de Metrologia e Qualidade), que fiscaliza e verifica da conformidade dos produtos no mercado.


Publicado em: 31/01/11

 
 
 
by AméricaDez
by América Dez