Páginas

Volkswagen Bulli e Kombi: o que elas têm em comum?

segunda-feira, 7 de março de 2011

Releitura do bom e velho utilitário traz muito mais do que um visual retrô


Esta semana a Volkswagen apresentou em Genebra o modelo “New Bulli Concept”, uma releitura da veteraníssima Kombi, modelo lançado há exatos 61 anos. Lance um olhar rápido sobre a minivan de seis passageiros e motor elétrico de 113cv (85kW e 27,5 kgfm de torque) com design retrô e lembre do utilitário que chegou ao mercado em 1950. As semelhanças não são mera coincidência. Vamos analisar:
O modelo Bulli é uma van com 3,99 metros de comprimento, e entre-eixos de 2,62, o que rende ótimo espaço interno , estabilidade e conforto. No visual ela traz pintura saia e blusa, combinando os tons vermelho e branco que fizeram muito sucesso no passado, principalmente na década de 1960. As rodas de liga levam centro cromado com logotipo da VW, mesmo acessório que estava disponível nas versões anteriores e que até hoje são fáceis de se encontrar no mercado de reposição.

Como se trata de um conceito, a Volkswagen sugere que a nova minivan tenha um motor elétrico, mas avalia que seja viável equipá-la com motores comuns 1,0 e 1,4 litro de injeção direta, uma grande evolução se olharmos para o passado, em tempos que o motor a ar de quatro cilindros opostos de 1131 cc e apenas 25cv (versão original) era considerado evoluído.

Em termos de proposta, a Bulli é capaz de levar seis passageiros ou até 1.600Kg de carga com os bancos rebatidos. No projeto original, a Kombi estava disponível na versão Kastewagen (furgão) e Microbus, capaz de levar nove passageiros ou 800Kg de carga. O Kombinationsfahrzeug, nome alemão para veículo combinado, provou suasqualidades desde o princípio e sua leitura futurista, tem os olhares colocados sobre o passado.


O projeto original




A Kombi foi o primeiro furgão ou van de pequeno porte do mundo. Lançada em 1950, ela incorporava o motor refrigerado a ar com tração traseira que também equipava o fusca. A ideia de um utilitário pequeno e com bom espaço interno partiu do holandês Ben Pon, que rabiscou num caderno o primeiro projeto para o veículo combinado que deveria ser forte e de baixa manutenção.  Com o incentivo do engenheiro Alfred Hassern e Ivan Hirst, chefe de produção da VW, nascia o Tipo 2, ou Kombinationsfahrzeug, veículo combinado.

O sucesso foi tão grande que a Volkswagen teve que investirrapidamente na ampliação da sua capacidade produtiva. Em quatro anos,100.000 unidades haviam sido fabricadas e em 17 anos seriam 2 milhões.Ela inspirou as minivan asiáticas na década de 1970, as peruas de maior porte da década seguinte, e evoluiu na Europa com
novos motores e configurações.

Produzida no mundo inteiro, ela chegou aqui em 1957 e até hoje é eferência em transporte com a melhor relação entre custo e enefício.

Fonte: automaistv.com.br

 
 
 
by AméricaDez
by América Dez